Skip to main content

POSTER: Análise PEC Zonal em Moçambique. Custos duma nova abordagem

Published on: 20/10/2011

O sector de Água, Saneamento e Higiene –ASH têm informação limitada no que concerne a custos e seu historial. Tentando responder a isto, vimos que publicações com base nos contratos desencadeia uma discussão vigorosa nos custos unitários. Esta informação está neste momento a ser usada para orçamentação e planificação. Ela marca um passo no processo de transparência.

O sector de Água, Saneamento e Higiene –ASH têm informação limitada no que concerne a custos e seu historial. Tentando responder a isto, vimos que publicações com base nos contratos desencadeia uma discussão vigorosa nos custos unitários. Esta informação está neste momento a ser usada para orçamentação e planificação. Ela marca um passo no processo de transparência.

Antes de 2008, as actividades de PEC estiveram sempre ligadas às intervenções de construção e reabilitação das fontes dispersas. Em 2008 iniciou-se com abordagem do PEC Zonal, onde uma única organização/empresa é contratada para fazer todas as actividades de PEC num distrito durante um ano inteiro. A partir de 2011 o governo adoptou esta abordagem como nacional e é implementada em mais distritos através do Fundo Comum do PRONASAR. De 2008 á 2011, 94 contratos foram processados e analisados atraves WASHCost. Os dados são geridos pelo DAR da DNA e está integrado no SINAS.